Sala de aula

Ir em baixo

Sala de aula Empty Sala de aula

Mensagem  Deh em Qua Fev 03, 2010 9:20 am

Olá, classe (rs* a la Prof. Tibúrcio)

Bem, vou abrir esse tópico com a intenção de aprender. Percebo q muitas pessoas aqui tem um conhecimento mais aprofundado de cinema e, como curiosa que sou, gostaria de aprender tambem.
A ideia é simples: Não agrega em nada a pessoa simplesmente usar um termo tecnico ou fazer uma referencia a algum movimento artístico sem explica-lo e como parar p/ explicar no topico quebrará o ritmo do pensamento abro esse para que sejam feitas as explicações.

Então vamos trocar conhecimento, esclarecer duvidas e tentar nivelar algumas discussões.

Minha primeira dúvida é sobre o termo que o ddonato usou no comentario do "Sindicato de ladrões" pré Nouvelle vague. Fui procurar no São Google e pela wikipédia (sim, pessima referencia, mas é a mais simples de entender assim de cara) caracterizou a Nouvelle vague como sendo um movimento de constentação e as caracteristicas mais marcantes do estilo " a intransigência com os moldes narrativos do cinema estabelecido, através do amoralismo, próprio desta geração, presente nos diálogos e numa montagem inesperada, original, sem concessões à linearidade narrativa."

Mas ate ai foi um grande blábláblá pra mim. Alguem poderia me explicar esse conceito de forma mais prática e de preferencia com alguns exemplos?
Deh
Deh

Mensagens : 17
Data de inscrição : 09/01/2010
Idade : 33

Ver perfil do usuário http://twitter.com/dehmundin

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sala de aula Empty Nouvelle Vague

Mensagem  ddonato em Qua Fev 03, 2010 3:03 pm

Deh, você tem razão, eu não aprendi esses termos do dia pra noite e não é justo jogá-los por aí sem um linkzinho que seja.
Nouvelle Vague quer dizer simplesmente "Nova Onda", exatamente como a nossa Bossa Nova ou a inglesa New Wave. É só um termo bobo que pegou. O movimento cinematográfico é que é importante.
Alguns críticos de cinema franceses (Francoise Truffaut e Jean-Luc Godard entre eles) escreviam e teorizavam na cultuada revista Cahiers du Cinéma quando lançaram seus filmes de estréia (Les Quatre Cents Coups, ou Os Incompreendidos e À Bout de Souffle, ou Acossado, respectivamente, ambos de 1959) e marcaram o início da "nova onda". Liderados pelo editor André Bazin, seus textos falavam sobre o cinema clássico de Hollywood, mas sob uma nova óptica, a da teoria do autor, que, entre outros detalhes, atribuía significado e status de arte ao cinema dos grandes estúdios americanos, que até então era visto como entretenimento das massas. Curiosamente, mesmo reconhecendo Hitchcock, Anthony Mann e Howard Hawks como realizadores legítimos e importantes, foi ao romper com muitas das convenções estabelecidas por Hollywood que esses novos realizadores se firmaram na história do cinema. Eles defendiam um estilo pessoal e histórias pessoais, e, para tanto, utilizaram técnicas bastante ousadas. Eles filmavam apenas em locações (em oposição aos estúdios fechados) e se apoiavam no som direto. Os cortes não necessariamente seguiam a história linear, a narrativa era cheia de pulos. Sua liberdade e criatividade influenciaram quase todo o universo cinematográfico, inclusive inspirando o Cinema Novo no Brasil (o do Glauber Rocha e do Nelson Pereira dos Santos).
Explicando melhor o que eu quis dizer no post sobre o On the Waterfront: antes da Nouvelle Vague, as atuações eram mais teatrais, mais declamadas. Experimente ver um filme qualquer de 1930 a 1960. As falas são ditas como se alguém estivesse lendo de um roteiro, por melhor que seja a atuação. Tipo a Scarlett O'Hara de E o Vento Levou. Era comum na época, não é exatamente um defeito. Mas depois do Neo Realismo italiano (precursor da Nouvelle Vague), as atuações começaram a ser mais sutis, mais naturais. Hollywood começou a beber dessa fonte com a turminha do Coppola, e hoje em dia nós exigimos esse padrão de atuação.
Eu escrevi um artigo sobre isso no site Digestivo Cultural um tempo atrás. Se alguém se interessar, dê uma olhada.
Pra ter uma boa ideia da Nouvelle Vague, veja À Bout de Souffle (Acossado) do Godard. Tem todos os elementos do movimento, e é um filmaço.
Principais diretores da Nouvelle Vague:
    Claude Chabrol
    Jean-Luc Godard
    Éric Rohmer
    François Truffaut

Mais info na Wikipedia (recomendo não ficar só no verbete em português. Tem sempre mais informação no em inglês (e, nesse caso, em francês)
ddonato
ddonato

Mensagens : 18
Data de inscrição : 10/01/2010
Idade : 37

Ver perfil do usuário http://www.twitter.com/ddonato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sala de aula Empty Re: Sala de aula

Mensagem  Phillctw em Qua Fev 03, 2010 11:09 pm

Ótimo tópico, Deh.
E bela resposta, ddonato.
Phillctw
Phillctw

Mensagens : 14
Data de inscrição : 09/01/2010
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sala de aula Empty Re: Sala de aula

Mensagem  Deh em Qui Fev 04, 2010 9:39 am

Valeu Donato, foi bem explicativo. ^^
Agora consigo entender onde vc quis chegar.

Vou ler o seu texto no Digestivo Cultural.
Deh
Deh

Mensagens : 17
Data de inscrição : 09/01/2010
Idade : 33

Ver perfil do usuário http://twitter.com/dehmundin

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sala de aula Empty Re: Sala de aula

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum